12 de setembro de 2017 - 15:23

Professor do curso de Letras simula Júri para maior envolvimento dos alunos em papéis sociais

Compartilhar esta notícia
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no Facebook

No último dia 09, os alunos do 8º período de Letras do Centro Universitário FAG Toledo, coordenados pelo professor Eliseu Schwingel, realizaram uma atividade com uma proposta de metodologia inovadora.

Para o trabalho, formou-se um Júri simulado que possibilitou um efetivo envolvimento dos acadêmicos desde o estudo acerca da problemática proposta até a investidura em determinados papéis sociais, com posturas e discurso característicos.

No dia, o tema de acusação foi o uso da medicina promovendo situação de constrangimento, confinamento e dor a pacientes surdos. O Conteúdo da Acusação foram os Procedimentos médicos aplicados a pacientes surdos, levando-os a vivenciarem situações como a aplicação de cargas elétricas nos ouvidos, utilização de sanguessugas sobre os ouvidos dos pacientes, perfuração das membranas dos tímpanos, inserção de cateteres nos ouvidos. Além disso, depois de mortos, os surdos eram dissecados para estudos científicos.

O réu foi o Dr. Jean Marc Itard, representado pelo aluno Lucas De Campos Odorico; a promotora foi a acadêmica Bruna Regina Gomes Belo; o advogado de defesa foi representado pelo estudante Edgar da Silva Junior;  Edinéia Wandressen, Evandro Luiz Da Silva, Jéssica Greyca Dos Santos Barbosa, Marcia Aparecida Cassiano Dos Santos e William Gustavo Moisés compuseram o corpo de jurados; Ana Paula Ribeiro tomou o lugar de Juíza; o Plenário do Júri foi simulado por Aline Rita Gregorio, Catia Francieli Oliveira, Clausi Regina Gonçalves De Salles, Elizabeth Da Silva, Emanuela Fernanda De Salles, Patrícia Winck Wilms. Por fim, o Moderador de Conclusão foi o Prof. Eliseu Schwingel.

 Os acadêmicos mostraram-se muito envolvidos e avaliaram a atividade de maneira muito positiva também.  

Imprimir Notícia      Indicar Notícia