15 de dezembro de 2016 - 18:25

Curso de Pedagogia e o Projeto de Ensino de Ciências Naturais e Humanas

Compartilhar esta notícia
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no Facebook

Desde 2011 está em andamento o Projeto interdisciplinar intitulado "Educar para a Ação: abordagem sócio ambiental e suas questões cotidianas, desenvolvido anualmente com os alunos do 4º Período de Pedagogia, na disciplina de Ciências da Natureza e suas Metodologias de Ensino envolvendo, também outras disciplinas do respectivo período e seus professores regentes. Para a Prof. Luciana Rech, responsável pela disciplina de Ciências da Natureza "o ensino de Ciências Naturais e Ciências Humanas devem propiciar condições para que educadores e estudantes compreendam, expliquem e viabilizem essa dinâmica na transformação da realidade na qual estão inseridos. Para tanto, é importante que se viabilize aos estudantes uma compreensão crítica de como o homem participa na produção desses conhecimentos, os quais interferem no meio e no espaço de seu tempo de vivência, que por sua vez também transforma o homem e se transforma.  Também, é importante salientarmos, que na formação de professores as condições de aprendizagem pautadas pelas aulas teóricas são enriquecidas quando se possibilita a realização de aulas práticas, possibilitando aos estudantes vivenciarem no fazer cotidiano aquilo que teoricamente foi abordado", diz.

Portanto, a proposta deste projeto interdisciplinar é de fomentar situações práticas para que o educando compreenda o meio em que vive, conhecendo seus fenômenos, fatos históricos, em seus tempos e lugares, bem como, as implicações sociais, culturais, políticas e econômicas que os permeiam.

Também, objetiva evidenciar as relações que esse homem histórico estabelece com a natureza em busca da satisfação do que considera essencial para o exercício de sua cidadania, oportunizando a reflexão crítica dessa consciência para a vida no ambiente social e natural, por meio do trabalho desenvolvido nas ações de inclusão social das pessoas com necessidades especiais.

Imprimir Notícia      Indicar Notícia